Negócios

Um cafezal na metrópole

Área de 10 mil m² dentro da cidade de São Paulo, mantida pelo Instituto Biológico, é uma vitrine da atividade cafeeira no maior polo de consumo da bebida no País

Todo paulistano que se preze sabe muito bem onde encontrar um café expresso feito com capricho. Não faltam opções. Estima-se que 20% das 2,5 mil cafeterias do País localizam-se na cidade de São Paulo, que servem mais de 16 milhões de xícaras diariamente. O consumo é, provavelmente, ainda muito maior. O cálculo da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) não inclui as padarias, os bares e as centenas de restaurantes que descobriram que a receita para agradar ao cliente, além de um cardápio bem elaborado e de um ambiente acolhedor, depende de uma boa xícara da bebida.

O que poucos paulistanos sabem é que o maior cafezal urbano do País fica dentro da cidade, a apenas cinco minutos da avenida Paulista, o principal centro financeiro do País. Numa área murada de 10 mil m² na Vila Mariana, tradicional bairro residencial vizinho ao Parque do Ibirapuera, o Instituto Biológico (IB), vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, mantém quase 1,6 mil pés produtivos de café das variedades Mundo Novo e Catuaí. No ano passado, a lavoura rendeu meia tonelada do produto processado, doado a entidades beneficentes do Estado. Neste ano, com a colheita iniciada em maio, espera-se uma produção de 300 quilos de café.

A minifazenda cafeeira abre suas portas todos os anos para que os visitantes possam participar da colheita dos grãos. O evento, chamado de Sabor da Colheita, propõe ensinar mais sobre uma das bebidas mais consumidas do mundo. “Nosso objetivo é pedagógico, não lucrativo”, afirma o presidente do IB, Antônio Batista Filho. “A grande maioria da população, inclusive aqueles que incorporaram o café em seus hábitos diários de consumo, nunca viu um pé de café na vida”, diz. O evento é o início simbólico da safra no Estado de São Paulo, que ocorre de maio a junho.

Promover o café brasileiro dentro da cidade São Paulo é, ao que tudo indica, o evento certo no lugar certo. Além de São Paulo ser o maior consumidor da bebida no País, os cafezais brasileiros respondem por 30% do consumo mundial, o que mantém o Brasil como o maior produtor e exportador mundial nos últimos 150 anos consecutivos, segundo estatísticas do Ministério da Agricultura. Em 2012, a produção de café no Brasil atingiu 50,8 milhões de sacas e das exportações brasileiras do agronegócio, com faturamento de US$ 6,5 bilhões, 6,7% foram de café em grãos ou processados. “O cafezinho nosso de cada dia, que nos incita durante o trabalho, tem sido um grande estimulante do agronegócio brasileiro”, disse Antônio Andrade, ministro da Agricultura.

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?