Negócios

Universidade de Illinois prevê demanda dos EUA maior pelo cereal em 2020

Crédito: Jaqueline Nocetti/Secom

O USDA disse também que 92% da safra tinha formado espiga, ante 87% na média dos cinco anos anteriores. (Crédito: Jaqueline Nocetti/Secom)

Chicago, 11 – Sinais do mercado mundial apontam para uma melhora na demanda por milho norte-americano neste ano, diz Todd Hubbs, pesquisador da Universidade de Illinois.

Segundo Hubbs, as recentes altas nas vendas externas, apresentadas nos relatórios semanais de exportação do USDA, combinadas com a maior produção doméstica de etanol são indicadores de um ano melhor para o consumo do cereal produzido nos EUA.

+ Conab estima produção de 251,1 milhões de toneladas de grãos
+ Grãos/Argentina: plantio de milho atinge 98,8% da área estimada; soja evolui bem 

Hubbs acrescenta também que possíveis problemas na segunda safra de milho do Brasil pode contribuir para o redirecionamento da demanda externa para o cereal dos EUA.

O pesquisador pondera, contudo, que a expectativa de crescimento na exportação do milho norte-americano depende também da China cumprir suas obrigações acertadas na primeira fase do acordo com Estados Unidos. Fonte: Dow Jones Newswires

Picapes respondem por 12% dos recalls de 2019, aponta pesquisa
5 dicas para conservar (ou comprar) uma picape
As 10 picapes mais vendidas no Brasil em janeiro