Notícias

USDA prevê maior colheita de soja e milho e menor produção de trigo nos EUA

São Paulo, 21 – A produção de soja nos Estados Unidos deve somar 4,195 bilhões de bushels (114,18 milhões de toneladas) na temporada 2020/21, aumento de 18% ante o total de 3,558 bilhões de bushels (96,84 milhões de toneladas) registrado no ano-safra anterior, informou o Departamento de Agricultura do país (USDA). A estimativa foi divulgada durante o Fórum Anual de Perspectivas Agrícolas, em Arlington, na Virginia.

Segundo o órgão federal, a produtividade média da soja deve aumentar 5%, de 47,4 bushels por acre (3,18 toneladas por hectare) para 49,8 bushels por acre (3,34 toneladas por hectare) na temporada 2020/21.

As reservas domésticas da oleaginosa devem recuar 25% para 320 milhões de bushels (8,709 milhões de toneladas), ante os 425 milhões de bushels (11,56 milhões de toneladas) da temporada de 2019/20. Já as exportações tendem a aumentar 12,3%, de 1,825 bilhão de bushels (49,67 milhões de toneladas) na safra 2019/20 para 2,050 bilhões de bushels (55,79 milhões de toneladas) na safra 2020/21.

Quanto ao milho, a produção deve somar 15,460 bilhões de bushels (392,68 milhões de toneladas) na temporada 2019/20, aumento de 13% ante o total de 13,962 bilhões de bushels (354,6 milhões de toneladas) registrado no ano-safra anterior. Segundo o órgão federal, a produtividade média do cereal deve avançar 6,25% de 168,0 bushels por acre (10,54 toneladas por hectare) para 178,5 bushels por acre (11,20 toneladas por hectare).

Os estoques finais de milho têm alta estimada em 39,3% pelo órgão, a 2,637 bilhões de bushels (66,97 milhões toneladas), em relação a 1,892 bilhão de bushels (48,05 milhões de toneladas) registrado no ciclo atual. Quanto às exportações, o USDA projeta incremento de 22%, de 1,725 bilhão de bushels (43,81 milhões de toneladas) para 2,100 bilhões de bushels (53,34 milhões de toneladas).

Já a produção de trigo deve cair 4,3%, a 1,836 bilhão de bushels (49,97 milhões de toneladas) ante colheita de 1,920 bilhão de bushels (52,25 milhões de toneladas) do ciclo atual. A produtividade também tem previsão de baixa de 6,7%, a 48,2 bushels/acre (3,24 toneladas por hectare) ante rendimento de 51,7 bushels/acre (3,47 toneladas por hectare) da safra 2019/20.

Os estoques finais têm previsão de queda de 17,3%, de 940 milhões de bushels (25,58 milhões de toneladas) para 777 milhões de bushels (21,14 milhões de toneladas). A projeção para exportações é de estabilidade em 1 bilhão de bushels (27,21 milhões de toneladas).