Negócios

Yara registra lucro líquido de US$ 246 mi no 4º trimestre de 2020

Crédito: Arquivo / Dinheiro Rural

O resultado representa alta de cerca de 19% ante igual período do ano anterior (Crédito: Arquivo / Dinheiro Rural)

São Paulo, 9 – A norueguesa Yara Fertilizantes reportou, nesta terça-feira, lucro líquido de US$ 246 milhões (US$ 0,93 por ação) no quarto trimestre de 2020. O resultado representa alta de cerca de 19% ante igual período do ano anterior, quando o lucro foi de US$ 199 milhões (US$ 0,73 por ação). Já a receita recuou 3,4% no mesmo comparativo, para US$ 2,925 bilhões ante US$ 3,028 bilhões no quarto trimestre de 2019.

O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) diminuiu 3%, para US$ 484 milhões. Ao excluir itens especiais, o Ebitda do quarto trimestre do ano passado foi 2,66% menor quando comparado com igual intervalo de 2019, para US$ 511 milhões.

+ Fertilizantes: Yara vende participação na Lifeco da Líbia

As entregas de produtos da companhia foram 2,58% maiores em comparação ao quarto trimestre do ano anterior, e atingiram 9,332 milhões de toneladas. A companhia destaca que o aumento nas entregas compensou os efeitos negativos dos altos preços de energia.

A produção de fertilizantes acabados da companhia no período registrou baixa de 2,96%, para 5,271 milhões de toneladas, enquanto a produção de amônia caiu 8,9%, para 1,866 milhão de toneladas.

A empresa informou, ainda, que vai propor à Assembleia Geral anual o pagamento de um dividendo de 20 coroas norueguesas (US$ 2,36) por ação, elevando a distribuição total aos acionistas em 2020 para 52 coroas norueguesas (US$ 6,13) por ação.

O resultado marca um retorno da trajetória de queda na receita após a alta verificada no terceiro trimestre. Após a demanda global por fertilizantes ter arrefecido no início do ano em virtude das incertezas relacionadas à pandemia do novo coronavírus, o mercado de fertilizantes ensaiou um processo de recuperação no segundo semestre do ano, com a aproximação das safras indianas de grãos e da semeadura das culturas de verão no Brasil.

“A demanda global por fertilizantes continua sustentada pela necessidade de maior produção de grãos para atender ao aumento do consumo. Isso é ilustrado pela projeção do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) de um aumento de 1,8% no consumo global de grãos para a temporada 2020/21”, disse o presidente e diretor executivo da Yara, Svein Tore Holsether.

Acumulado

Para o acumulado do ano fiscal de 2020, a Yara reportou lucro líquido de US$ 690 milhões, ante lucro de US$ 589 milhões reportado em 2019. Já a receita caiu 9,3% na mesma comparação, para US$ 11,728 bilhões. O Ebitda no ano fiscal ficou em US$ 2,223 bilhões, alta de 6,1% ante 2019.

Perspectiva

Para 2021, Holsether afirmou que vê uma tendência positiva para o ambiente de mercado da Yara, “com o aumento dos preços dos grãos criando incentivos mais fortes para o plantio e nutrição da safra para os agricultores. Os mercados de fertilizantes de nitrogênio estão robustos, com preços fortalecidos antes da temporada de plantio no Hemisfério Norte. Os negócios industriais da Yara também se recuperaram no segundo semestre, após uma demanda mais fraca no segundo trimestre.”

Veja também

+ Restaurante japonês que fez festa de swing lança prato chamado “suruba”
+ Cantor Ovelha abre frangaria em São Paulo com a ajuda de Ratinho
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mineral de Marte raro na Terra é achado na Antártida
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Atriz pornô é demitida de restaurante por causa de “cliente cristão”
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?