Tecnologia

Zimbábue abre mercado para genética avícola do Brasil, diz ABPA

Zimbábue abre mercado para genética avícola do Brasil, diz ABPA

São Paulo, 7/2 – O Zimbábue aprovou o certificado sanitário internacional proposto pelo Brasil e abriu seu mercado para o material genético produzido aqui, disse a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que recebeu a informação do Ministério da Agricultura.

Surtos de influenza aviária em países da região austral da África, entre eles o Zimbábue, comprometeram a produção local.

“Com os problemas sanitários registrados, o setor da região passou a demandar material genético de alta qualidade”, disse em nota o presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra.

Segundo ele, a abertura do mercado a um segmento de alto valor agregado “explicita o reconhecimento internacional do status sanitário brasileiro”. O Zimbábue, que já compra carne de frango do Brasil, deve importar material genético e pintinhos de um dia.